A era pós-antibiótico

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

0,,69787313,00

O uso abusivo de medicamentos antibióticos fez com que bactérias realizassem mutações e tornaram-se mais resistentes a esses medicamentos. Um estudo divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU) revela que essa resistência está colocando em risco pacientes tanto em países desenvolvidos como em países não desenvolvidos, principalmente em pacientes afetados por bactérias causadoras de graves infecções. Esse fato está gerando uma verdadeira corrida na medicina, que tenta buscar algumas alternativas.

Bancos genéticos e piscicultura

Durante a Feira Internacional da Amazônia (FIAM/2015), a professora Maria da Conceição Freitas Santos proferiu a palestra ‘Bancos genéticos selvagens e cultivados de peixes nativos’. Ela fez o reconhecimento de amostragens em algumas partes da Bacia Amazônica. O intuito é comprarar espécies criadas em cativeiro e na natureza para conhecer o comportamento de ambos e traçar novas técnicas para a piscicultura.

Ciência e Literatura

O pesquisador Luiz Renato de França falou, na Associação dos Escritores do Amazonas (Asseam) sobre o papel da literatura na ciência. O tema foi “Física, Ciência, Poesia e busca da verdade” e reuniu escritores e algumas personalidades do Amazonas. Durante a conversa, o pesquisador citou Cora Coralina, Stephen Hawking e Marcelo Gleiser como escritores adeptos dessa parceria.

DNA da doença de Chagas

Um grupo de pesquisadores de dez países, incluindo pesquisadores brasileiros do Instituto Oswaldo Cruz (IOZ/Fiocruz), chegaram a algumas descobertas interessantes sobre o vetor da doença de Chagas. Os dados genéticos foram publicados na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). A doença é transmitida pelo inseto Rhodnius prolixus, comumente conhecido como barbeiro. O estudo irá ajudar na fabricação de novos medicamentos e desenvolvimento de novas técnicas de prevenção e tratamento.

Fósseis do Piauí

timonya_3

Fósseis de anfíbios até então desconhecidos, datados de 280 milhões de anos, foram encontrados no Piauí. Esses achados preenchem uma lacuna na história paleontológica do Brasil e do Texas, pois, nesse tempo, as duas localidades estavam no megacontinente de Gondwana.

Chips substituem testes

Uma tecnologia chamada Human on a chip promete substituir totalmente os testes em animais. Essa tecnologia simula órgãos e funções biológicas humanas, prometendo um, nível de resultado maior do que os testes feitos em animais. A pele sintética também é uma alternativa para a indústria cosmética, que usa uma pele em 3D que simula uma pele de verdade, desde os pelos até as alergias mais comuns.

Dia em Plutão

Para um dia inteiro passar em Plutão, demora algo em torno de 144 horas. Exatamente: 6,4 dias mais precisamente. Algo muito grande comparado com as míseras 24 horas que um dia tem na Terra. Para ilustrar isso, a Nasa divulgou uma compilação de imagens que mostram o movimento de rotação do planeta, que faz com que ele gire em torno de si mesmo.

nh-pluto-day_1

Yara Laiz Souza, acadêmica de Ciências Biológicas da UEA, manauara. Ex-aluna do IFAM/CMDI, ex-pesquisadora de PIBIC. Escreve sobre ciências para o Amazonas Atual, para a organização Livres Pensadores e para o Núcleo de Pesquisas de Ciências – NUPESC e para o site Ciência e Astronomia.

Participe da coluna: mandesuapautaprayara@gmail.com

Sigam-nos nas redes sociais:  Facebook e Instagram

 

A era pós-antibiótico, 10.0 out of 10 based on 1 rating

Autor(es):

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+