Está na bíblia

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.4/10 (7 votes cast)

Muita gente por ai justifica todo tipo de comportamento, ask muitas vezes absurdo, page se apoiando na bíblia. Isso gera alguns problemas, embora a maioria das pessoas não se dê conta disso.

Primeiramente, quando uma pessoa aceita a bíblia como a verdade inquestionável, essa pessoa torna-se facilmente manipulável. Basta chegar alguém com uma bíblia na mão, ou embaixo do braço, e usar um pouco de lábia para convencer a pessoa de verdadeiros absurdos. Duvida? Então o que você me diz dos discursos de ódio contra LGBTs, ateus e praticantes de outras crenças? O que você me diz da proibição do uso da camisinha e demais métodos anticoncepcionais? O que você me diz das restrições de comportamentos plenamente normais e sadios, como, por exemplo, as restrições ao sexo e demonização dos questionamentos à fé? O que você me diz da teologia da prosperidade?

Existem pessoas que colocam a bíblia acima, até mesmo, das leis que regem a nossa sociedade. Para pessoas nesse nível de alienação, absolutamente qualquer coisa se torna justificável quando feita em nome da fé. Duvida disso também? Então veja a história da humanidade… quantas guerras já foram causadas em nome do cristianismo? E o que me diz da inquisição e da caça as bruxas? Ah, isso foi a muito tempo atrás e blá blá blá não é? Então vejamos alguns casos recentes:

  • No dia 22 de Julho de 2011, Anders Behring Breivik, assassinou 77 pessoas na Noruega, em dois ataques terroristas, com o objetivo de preservar a Cristandade em seu país. Com esse objetivo, Breivik justificou não apenas o terrorismo, mas também o conservadorismo cultural radical, ultranacionalismo, islamofobia, homofobia, misoginia e racismo… Hitler manda lembranças.
  • No dia 29 de julho de 1994, o reverendo Paul Jennings Hill foi até uma clínica de aborto em Pensacola, Flórida (lembrando que nos Estados Unidos o aborto é legal). Quando ele viu o médico John Britton e seu segurança da clínica, James Barrett, do lado de fora do prédio, ele atirou e matou ambos. Além dos duplo assassinato, Paul Hill feriu gravemente a esposa de Barrett. Depois de preso, Paul Hill disse que assassinou o médico para impedir a morte de “crianças” inocentes, referindo-se aos fetos. Ou seja, usou a condenação cristã do aborto para justificar o assassinato. O nível de alienação era tamanho que, ao receber a sentença de morte, Pau Hill disse estar ansioso para morrer pela causa.
  • Nos dias de hoje, vemos a bancada evangélica no congresso trabalhar incessantemente para aprovar tratamentos psicológicos com o objetivo de “curar” LGBTs, impondo-lhes a heteronormatividade, impedir a legalização do aborto, impedir o atendimento prioritário para as vítimas de estúpro, impedir a legalização da união civil entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, além de tentarem proibir as pesquisas e tratamentos com células tronco. E tudo por isso por quê? Porque se baseiam na bíblia (a qual consideram a palavra de deus) para condenar essas práticas.

Claro que isso não é exclusividade do cristianismo. A Al Qaeda fez seus atentados terroristas, destacando os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados unidos e de 11 de março de 2004 na Espanha, baseando-se no fundamentalismo islâmico, seguindo a palavra de deus (ou allah) segundo o Al Corão. Esse mesmo fundamentalismo motivou os atos terroristas do jovem Mohammed Merah, em março de 2012, na França. Estou me focando no cristianismo apenas porque é a crença predominante entre o povo brasileiro, mas qualquer religioso fundamentalista seria capaz de agir da mesma forma, ou de forma similar, apoiando-se no seu livro sagrado.

Mas se tanta gente acredita na bíblia como verdade inexorável, por que essas pessoas não defendem determinados absurdos da bíblia, como, por exemplo, estupro, morte por apedrejamento para quem trabalha aos sábados ou faz sexo antes do casamento? Por que as pessoas que, por exemplo, perseguem LGBTs, porque a bíblia exige a heternormatividade, também não perseguem quem viola outras proibições da bíblia, como, por exemplo, fazer a barba, comer carne de porco e frutos do mar ou usar roupas de tecidos mistos?

Existem, basicamente, dois motivos:

  • Existem pessoas que pinçam da bíblia o que lhes interessa e omitem o restante. Por exemplo, o camarada gosta de comer um pernil assado ou uma pizza de bacon, mas não quer ter relações sexuais com outro homem. Plenamente normal, mas a pessoa condena a homossexualidade com base na bíblia e não vê problemas em consumir carne de porco, o que também é proibido pela bíblia. Hipocrisia pura!
  • Existem as pessoas que não conhecem a bíblia. Essas pessoas sabem apenas algumas poucas passagens que são lidas nas igrejas. Então, o pastor ou o padre fala apenas o que lhe melhor convém, como dito no tópico anterior, e prega aquelas passagens. Como as pessoas assumem a palavra do padre/pastor como verdadeira (Ah, o padre/pastor não mentiria pros fiéis…), e muitas ainda são preguiçosas, elas não vão até a fonte da informação, a bíblia, para ver com seus próprios olhos nem para buscar outras passagens que o padre/pastor não ensina na igreja.

O segundo tópico é um verdadeiro câncer para a sociedade! Existe muita gente que enxerga o padre/pastor como um enviado de deus, como se a palavra do padre/pastor fosse a vontade de deus. Na prática, essas pessoas não tem fé em deus… tem fé no padre/pastor! O que está na bíblia é irrisório, o que realmente conta é a palavra do padre/pastor! As pessoas não tem conhecimento da bíblia, nem tampouco se dispõem a buscar esse conhecimento, e se o padre/pastor diz que a bíblia proíbe ou permite alguma coisa, então essa coisa é certa, ou errada, e acabado o assunto.

É por isso, por existir tanta gente alienada, é que tantas igrejas enriquecem as custas dos fiéis. E não, isso não é problema só de quem se deixa enganar, isso é problema de toda a sociedade, pois a ambição dos líderes religiosos nunca demostrou ter fim. Essa ambição não é apenas por dinheiro ou bens materiais, mas também pelo poder político… é uma ambição por controlar toda a sociedade e fazer valer a sua vontade, acima da de qualquer outro… a ambição de se tornarem o deus que dizem venerar… Foi isso que, durante séculos, lançou a humanidade na Idade das Trevas, o período em que o Vaticano dominou politicamente, e governou com mão de ferro, a maior parte do mundo, gerando uma longa história de derramamento de sangue.

Está na bíblia, 7.4 out of 10 based on 7 ratings

Autor(es):

Daniel

Sou desenvolvedor de softwares, ateu, cético, gamer, fã de Star Wars, mochileiro das galáxias, lutador de Hapkido, jogador e mestre de D&D. Converso sozinho e disfarço quando as pessoas percebem, defendo tudo aquilo que acredito estar certo, critico tudo aquilo que acredito estar errado, acredito que um mundo melhor é possível se cada um fizer a sua parte e observo o mundo ao meu redor para melhor entendê-lo, sempre em busca de novos e eternos aprendizados.

Todas as postagens do(a) autor(a)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+