Perdidos no deserto

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.


Os hebreus, depois de saírem do Egito, levaram 40 anos para chegar à terra prometida.

Olhe no mapa. Do deserto do Sinai a Canaã (onde hoje fica Israel) são cerca de 300 km.

Se eles percorressem 1 km por dia, teriam chegado em menos de um ano.

(Mas é claro que é possível caminhar mais de 1 km por dia, mesmo com eventuais dificuldades. Por exemplo, 4 km por dia, e estariam lá em alguns meses.)

40 anos é muito tempo. Um bebê recém-nascido teria 40 anos de idade quando chegasse ao tal destino sagrado.

Ou os hebreus se perderam feio (eles não conheciam astronomia, navegação…) ou Deus não estava por perto para ajudá-los ou os autores desses textos eram, digamos… um tanto exagerados.

 

Postado por Perce Polegatto

 


Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.

 

Perdidos no deserto, 10.0 out of 10 based on 1 rating

Autor(es):

Perce Polegatto

Nascido em Ribeirão Preto, SP. Publicou seu primeiro livro em 1985, “A canção de pedra”, que traz alguns de seus primeiros trabalhos, ainda sob forte influência do romantismo tardio de autores alemães e franceses. A metalinguagem, a busca da identidade humana e o questionamento existencial são algumas das principais marcas de seus textos. É autor de “A conspiração dos felizes”, “A seta de Verena”, “Lisette Maris em seu endereço de inverno” e “Os últimos dias de agosto”, romance recentemente reeditado pela All Print Editora, São Paulo.

Todas as postagens do(a) autor(a)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+