Que fazer?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.


Um colega, um professor que me encontrava de vez em quando nos intervalos de café, sem saber que eu era ateu, disse uma vez algo assim:

“O ateismo está crescendo, que coisa. O que fazer para mudar isso?”

(Claro que não são as palavras exatas dele, não me lembro ao certo.)

Na hora, eu disse:

“Pois é…” – como se essa minha resposta ajudasse muito e pudesse alterar o rumo do cosmo.

Depois fui fazendo uma listinha do que poderia ser feito (já publiquei alguns itens nesses sites ateístas por aí).

Algumas opções são simples, outras apavorantes.

 

1. Tirar a internet “da tomada”, impedindo que os ateus se comuniquem.

2. Proibir o ensino de ciências nas escolas, substituindo-o por aulas de religião (não, essa não é a apavorante, é apenas triste. Um variação seria ensinar só coisas inofensivas, como a evaporação da água, mas não o processo de formação das montanhas ou a evolução da vida, deixando essa tarefa para a criação divina.)

3. Instaurar uma teocracia intensa, com métodos de vigilância eficazes (esta é a apavorante, é claro.)

4. Demonstrar no mínimo uma evidência da existência de um deus (esta é meio covarde, porque se houvesse alguma chance de se realizar uma demonstração assim, os religiosos já teriam feito isso.)

 

Bom, vamos pensando em outras. Os crentes não poderão nos acusar de não ajudá-los com ideias.

 

 

 

Postado por Perce Polegatto


Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.

Autor(es):

Perce Polegatto

Nascido em Ribeirão Preto, SP. Publicou seu primeiro livro em 1985, “A canção de pedra”, que traz alguns de seus primeiros trabalhos, ainda sob forte influência do romantismo tardio de autores alemães e franceses. A metalinguagem, a busca da identidade humana e o questionamento existencial são algumas das principais marcas de seus textos. É autor de “A conspiração dos felizes”, “A seta de Verena”, “Lisette Maris em seu endereço de inverno” e “Os últimos dias de agosto”, romance recentemente reeditado pela All Print Editora, São Paulo.

Todas as postagens do(a) autor(a)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+