Quem te representa no movimento ateu?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.7/10 (7 votes cast)

O movimento ateu brasileiro é extremamente fragmentado. Isto acontece também lá fora, information pills mas acho que aqui é ainda mais. Nos EUA, buy por exemplo, podemos citar 4 correntes: neo ateus, aqueles que fazem críticas diretas à religião; ateus 2.0, aqueles que se focam em defender direitos individuais, como dos LGBTs, entre outros; ateus anti neo ateus, aqueles que se concentram apenas em atacar neo ateus; e, finalmente, ateus “comuns”, digamos, que são os não ativistas.

Já no Brasil temos uma miríade de tendências, algumas delas baseadas no que se faz lá fora, mas a maioria mistas, digamos. É quase como se cada ateu tivesse sua própria posição sobre assuntos diferentes. Em outras palavras, é menos polarizado e mais pulverizado. Se há uma polarização maior, isto acontece apenas em relação às diferentes organizações ateístas. Essa polarização é secundária, mas gera uma briga interminável em fóruns pela internet (o que inclui comunidades do Orkut, grupos do Facebook, etc).

Já vi muita gente escrevendo e até dizendo (em vídeos, por exemplo), que “a organização X não me representa”, sendo que a organização, no caso, varia: ATEA, LiHS, Sociedade Racionalista, Organização Livres Pensadores, Universo Racionalista, NASP, etc. Mesmo sendo que algumas dessas organizações estão mais para laicas do que ateístas e, outras, sequer se identificam como uma organização.

Mas, afinal: alguém ou alguma organização do movimento ateu te representa? Alguém deveria representar? Precisamos, realmente, de representantes? Ou seria melhor que cada um representasse a si mesmo?

Também já vi muita gente escrevendo e/ou dizendo que “a organização X faz um desserviço ao movimento ateu”. O que me pergunto é: na opinião de quem? Afinal, se não tivesse gente que concordasse com esse “desserviço”, tal organização não teria seguidores, digamos assim, nem cresceriam. Simplesmente definhariam. (O que seria uma espécie de seleção artificial.) Além disso, realmente fariam “desserviço” se estivessem pregando preconceitos a minorias, por exemplo. O que não vi nenhuma fazendo, por mais erros que possam ter cometido (se é que cometeram).

O pior nisso, ao menos em minha visão (e posso estar errado, claro), é que a maior parte dessas desavenças se dá por motivos de visão meramente política – o que deveria ser a última coisa a ser cogitada quando se fala de uma organização ateísta. Deveria haver espaço para todos, ainda mais que vivemos numa democracia. O que inclui, por óbvio, movimentos políticos, mas em suas esferas próprias (sem invadir esferas que não lhe dizem respeito).

Seja como for, não posso falar por outras pessoas. Posso falar apenas por mim mesmo. E nenhuma organização ou pessoa me representa. Nem acho que deveria representar. Afinal, ateísmo não é religião, por isso mesmo não precisa de “líderes” – precisa, no máximo, de gente ou organizações que prestem diferentes serviços ao movimento.

Vejo as diferentes organizações ateístas brasileiras como meras prestadoras desses serviços, tanto a ateus, quanto a não ateus, dependendo do caso.

Também não posso (e nem vou) falar por outras organizações (elas que se pronunciem, caso queiram), mas vejo o papel da Organização Livres Pensadores como o de uma instituição educacional. Parece pretensioso? Talvez. Você discorda que uma instituição educacional fale de ateísmo? Direito seu, afinal o pensamento é (e deve continuar sendo) livre. Mas tentamos disponibilizar a maior quantidade e diversidade de conteúdos, tanto educacionais, quanto culturais.

O que temos, no máximo, são pessoas que se destacam. Pessoas como Richard Dawkins, Sam Harris e tantos outros. Mas temos, sempre, que nos lembrar que eles são apenas seres humanos – como nós – com todos os defeitos e qualidades que a condição humana trás. Por isso mesmo, por mais que possam representar alguns, jamais representarão todos.

E, enfim, vamos seguindo com o movimento e, principalmente, com nossas vidas. E cada um enfrenta o problema que quiser da forma que achar melhor. Sem brigas ou guerras.

Quem te representa no movimento ateu?, 8.7 out of 10 based on 7 ratings

Autor(es):

Mário César

Sou formado em Engenharia de Software e QUASE em Ciência da Computação (não concluí). Pretendo, agora, fazer astronomia na USP assim que possível para, depois, me especializar em astrobiologia. Sou um apaixonado pela ciências em geral e gosto muito de investigar alegações extraordinárias (como a ufologia, por exemplo).

Todas as postagens do(a) autor(a)

3 Comments

  1. Mário César e colaboradores, parabéns pelo trabalho que estão realizando.
    Segue Convite para participar e fundar a “Associação Brasileira de Livres-Pensadores Irreligiosos”.
    Participem das discussões filiando-se ao Irreligiosos, caso não seja membro, e inscreva-se no grupo “Anteprojeto ABLIPI” , na página “Grupos”. Segue o formulário (preencha e divulgue!

    http://irreligiosos.ning.com/page/ablipi

    ou: http://irreligiosos.ning.com/

    Saudações Irreligiosas

    Oiced Mocam

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +4 (from 4 votes)
    • Opa! Muito legal isso!

      Olha, pessoalmente, não tenho como. Meu tempo está cada vez mais complicado, porque além daqui (Livres Pensadores) ainda estou no Awesome Universe (blog de astronomia) e, agora, estou responsável por editar o áudio do nosso podcast (o PodPensar).

      Mas passarei pro pessoal da Organização Livres Pensadores e, de repente, alguém pode nos representar nessa organização. 😉

      Abraços!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
  2. veja este site
    https://picasaweb.google.com/112338859449351848320

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+