Por que os ateus se esforçam tanto para provar que deus(es) não existe(m)?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.2/10 (6 votes cast)

Dias atrás, um amigo me perguntou por que os ateus se esforçam tanto para provar a inexistência de algo em que nem sequer acreditam. Obviamente, eu não posso responder por todos os ateus, nem tampouco posso falar em nome do ateísmo. O que eu posso fazer é responder por mim, e apenas por mim.

Primeiramente, o ônus da prova cabe a quem faz a afirmação. Então, o ônus da prova cabe a quem afirma que o seu deus existe e não a quem nega que o seu deus existe. Em segundo lugar, na minha opinião, essa pode até parecer uma boa pergunta, mas não é. Vamos reformular a pergunta, mas sem alterar seu significado. Em vez de perguntar Por que você se esforça tanto para provar a inexistência de algo em que você nem sequer acredita?, vamos perguntar “Por que você se esforça tanto para provar seu ponto de vista?”. Conseguem perceber, agora, por que essa não é uma boa pergunta? Há alguma coisa de errado, ou de anormal, em alguém querer mostrar seu ponto de vista e/ou convencer as outras pessoas de que seu ponto de vista está correto?

Raramente eu vejo um ateu tentando provar a inexistência de deuses, mesmo porque a maioria demonstra saber que é possível provar a existência de alguma coisa, mas que não é possível provar a inexistência de alguma coisa. Discorda? Então prove que não existem elefantes voadores. Prove que não existem gigantes. Prove que não existem dragões, quimeras e outras criaturas fantásticas… Bom, acredito que você tenha entendido agora. Se algo existe, podemos detectar sua existência. Se algo existiu, podemos encontrar seus vestígios. Mas se algo não existe, não há o que se fazer. E não, ausência de prova não é prova de ausência

Mas e quando um ateu tenta provar que deuses não existem, isso é errado? Eu acredito que não. Não posso, de fato, provar que deuses não existem, mas posso mostrar evidências de que a existência de deuses, ou de um deus específico, não faz sentido no meu ponto de vista. Aliás, falando em ponto de vista, a maioria das vezes que eu vejo um teísta dizendo que um ateu está tentando provar que deuses não existem, o que o ateu está, de fato, fazendo é falar os motivos pelos quais ele não acredita em deuses.

Também acho importante ressaltar uma coisa: Diversas vezes são os próprios teístas que pedem, alguns até exigem, que os ateus provem a inexistência do deus deles. Além de isso ser uma falácia da inversão do ônus da prova, por qual motivo as pessoas que pedem, ou mesmo exigem, que nós, ateus, provemos a inexistência de seu(s) deus(es) questionam, ou se intrigam, com o fato de que nós, ateus, ocasionalmente, venhamos a falar o porquê de seu(s) deus(es) não existe(m), segundo nossos pontos de vista? Sejamos francos, muito mais estranho do que quem quer mostrar que seu ponto de vista está correto é quem pede uma prova, do quer que seja, e acha estranho que as pessoas a quem pediu a tal prova tentem atender seu pedido.

Outra coisa importante de se ressaltar: Falar contra as religiões e seus líderes é completamente diferente de falar contra o(s) seu(s) deus(es) e/ou tentar provar que não existe(m). Não é o caso do amigo que me questionou, mas a esmagadora maioria dos religiosos demonstra pensar que se uma pessoa fala contra sua religião, seja essa pessoa ateu ou teísta, então a pessoa está contra o deus daquela religião. Novamente, sejamos francos, podemos passar horas e mais horas falando de religião e do clero sem, nem sequer, falar sobre o(s) deus(es) daquela religião ou clero. Assim sendo, alguém sabe me dizer o porquê de tanta gente achar que estou falando contra deus quando, na verdade, estou falando sobre a religião e o clero?

Concluindo, não há nada de errado em uma pessoa querer mostrar seu ponto de vista para as outras pessoas, não receba com estranheza o fato de um ateu tentar provar que seu deus não existe se foi você que pediu por isso, entenda que uma pessoa que está falando os motivos pelos quais ela não acredita no seu deus não está tentando provar que seu deus não existe e, principalmente, não confunda falar contra a religião, ou falar contra o clero, com falar contra o seu deus.

Por que os ateus se esforçam tanto para provar que deus(es) não existe(m)?, 8.2 out of 10 based on 6 ratings

Autor(es):

Daniel

Sou desenvolvedor de softwares, ateu, cético, gamer, fã de Star Wars, mochileiro das galáxias, lutador de Hapkido, jogador e mestre de D&D. Converso sozinho e disfarço quando as pessoas percebem, defendo tudo aquilo que acredito estar certo, critico tudo aquilo que acredito estar errado, acredito que um mundo melhor é possível se cada um fizer a sua parte e observo o mundo ao meu redor para melhor entendê-lo, sempre em busca de novos e eternos aprendizados.

Todas as postagens do(a) autor(a)

One Comment

  1. Como vc disse, o ônus da prova… Não preciso provar a inexistência de deus e nem me interessa fazê-lo (pois é impossível). Além do mais, nem sequer existe a necessidade de um (ou vários) deus. Em nome da ética, da razão e da ciência, amém.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+