Em que mundo você vive?

Posted by on mar 13, 2015 in Artigos, Filosofia | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.0/10 (6 votes cast)

A realidade é algo bastante subjetiva às percepções de cada um. O humor, symptoms as crenças, viagra o efeito de drogas, o estado de sobriedade ou embriaguez de cada um alteram essas percepções. Algumas pessoas, principalmente crianças, vivem num mundo de fantasias cheio de fadas, duendes, Papai Noel, entre outros. Isso para não falar na crença em todo um conjunto de deidades – ou mesmo em uma só. A questão é: como definir qual realidade é a verdadeira, já que cada uma delas é, ou ao menos parece ser, verdadeira para cada pessoa? A realidade está sujeita às escolhas que fazemos: ao menos parte daquilo que consideramos ser real (fatos, possibilidades, etc) é determinado por nossos sentidos e pelo conhecimento que adquirimos ao longo de nossas vidas. Assim, a construção de nossa realidade depende do que vamos aceitar como real, isto é, a realidade é construída pelo sujeito e não dada pronta para ser descoberta. Apenas como exemplo disso, vejamos o caso (ufológico) do Voo 169 da VASP. No dia 8 de fevereiro de 1982, um avião da VASP decolou de Fortaleza com mais de 100 passageiros, tendo como destino São Paulo, com escala no Rio de Janeiro. Depois de […]

Read More

Terror na Cidade Luz

Posted by on jan 9, 2015 in Artigos, Ateísmo, Ativismo, Filosofia | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.5/10 (2 votes cast)

Nessa última quarta-feira, ampoule dia 7 de Janeiro de 2015, terroristas islâmicos invadiram a sede da revista francesa Charloe Hebdo e mataram, ao todo, 12 pessoas. As vítimas foram: os cartunistas Stéphane Charbonnier (Charb), Wolinski, Jean Cabu, Bernard Verlhac (Tignous) e Phillippe Honoré; o vice editor Bernard Maris; o revisor Mustapha Ourad; a psicanalista Elsa Cayat; os policiais Franck Brinsolaro e Ahmed Merabet. o funcionário da Sodexo Frédéric Boisseau; e um convidado que visitava a redação, Michel Renaud. Tudo isso, apenas para variar, motivado pela publicação de caricaturas do profeta islâmico Maomé, por parte da revista francesa. Infelizmente, esse tipo de ação, por parte de fundamentalistas islâmicos, já não é mais novidade. Não foram os primeiros cartunistas mortos ou ameaçados de morte devido a esse exato motivo. É por isso mesmo que foi criada a campanha Draw Mohammed Day (Dia de Desenhar Maomé), da qual o Livres Pensadores já participaram (como pode ser visto aqui). A questão aqui não é apenas o direito à vida, do qual ninguém discorda (ao menos em sã consciência). A questão é a liberdade de expressão e de imprensa: eles tinham o direito de publicar caricaturas que oprimem os islâmicos? Ou mesmo que oprimam cristãos, […]

Read More

Condição humana e as ferramentas que criamos

Posted by on nov 21, 2014 in Artigos, Filosofia | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (2 votes cast)

Imagine um plano infinito. Sendo infinito, discount qualquer um de seus pontos é o centro, afinal há um infinito para qualquer lado que se olhe. Imagine ainda que, em uma das 360 direções possíveis, esteja “a verdade”. Verdade absoluta, verdade “verdadeira”, chame como quiser. Portanto, todas as outras 359 direções seriam falsas. Agora coloque uma pessoa com os olhos vendados num ponto qualquer do plano. Essa pessoa teria, então, que caminhar na direção do conhecimento. Mas como ela poderia fazer isso? Ela sequer enxerga e, mesmo que enxergasse, não há qualquer sinal no horizonte dizendo “aqui está a verdade”. Bem, essa é a condição humana, pura e simples. É como Platão demonstrou em sua Alegoria da Caverna, mas achei minha metáfora do plano mais simples de ser compreendida. O ser humano é um animal extremamente curioso. Ele tem o desejo de saber a verdade das coisas. Suas primeiras perguntas provavelmente foram menos específicas (como “o que causa a chuva?”) e mais profundas. Quem sou eu? O que eu sou? Como passei a existir? Alguém me colocou aqui? Onde é aqui? E assim por diante. E, por isso mesmo, passou a tentar crir formas para melhor entender o mundo, para encontrar […]

Read More

Da Origem de Determinados Argumentos Tolos – III

Posted by on jun 6, 2014 in Artigos, Ceticismo, Ciência, Filosofia | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Decréscimo infinito ou o método de intersecções de Newton aplicado como falácia   Primeiramente, definamos o que seja um “decréscimo infinito”, ou, como considero mais bonito, um “descenso infinito”, como o chamam os castelhanos. Um descréscimo infinito é um tipo de demonstração por indução ao absurdo que aplica-se em demonstrações euclidiano-pitagóricas em Matemática. Complexo? Na verdade, é uma demonstração simples. faz-se uma construção tal que frações surjam, cada vez produzindo números menores, até o ponto que mostre-se que serão infinitamente produzidas, e como não se pode dividir eternamente um número, por maior que este seja, a demonstração surge desta contradição absurda. O que supomos no início como uma hipótese mostra-se uma impossibilidade que contradiz a própria hipótese que foi proposta. O exemplo mais clássico que conheço é a demonstração de que a raiz quadrada de 2 é um número irracional, ou seja, não seja representável por uma fração de números inteiros. Fiz uma demonstração destas para sustentar que PHI, o número da proporção áurea  (1,618…) é um número irracional. Scientia est Potentia – Mostre-me o universo II Repitamos aqui, com a clássica demonstração que atormentou os pitagóricos, ao ponto de a lenda dizer que isto que causou a morte de […]

Read More

O valor da liberdade de expressão

Posted by on nov 13, 2013 in Artigos, Filosofia | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.0/10 (9 votes cast)

O que seria de nós, store da sociedade moderna como um todo, ask se não pudéssemos nos expressar livremente? Não haveria debate, pensamento livre nem muito menos a própria ciência. Afinal, a ciência depende fortemente de que possa se dizer o que pensa (hipóteses) e o que se encontra (evidências), não importando na direção em que apontem. “Existem muitas hipóteses na ciência que são erradas. Isso é perfeitamente correto; elas são a abertura para descobrir o que é certo. A ciência é um processo autocorretivo. Para serem aceitas, novas ideias devem sobreviver aos mais rigorosos padrões de evidência e escrutínio.” — Carl Sagan Ninguém gosta de ser ouvir opiniões contrarias às nossas. Não gostamos de ser contrariado, não importa o tema ou o lugar. Por isso mesmo removemos de nossas listas de amigos do Facebook, por exemplo, aqueles que dizem coisas que consideramos estúpidas, preconceituosas ou mesmo sem lógica. Até aí é direito de cada um, afinal seu perfil numa rede social é seu, pertence a você. É realmente privado, não público. Quer dizer, seguimos quem ou o que queremos, curtimos o que queremos e temos em nossa lista de amigos quem queremos – e ninguém pode nos obrigar ao […]

Read More

O Paradoxo da Filosofia

Posted by on ago 28, 2013 in Artigos, Filosofia | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

A filosofia nasceu na Grécia Antiga com o significado literal de “amor à sabedoria”. Ela é o estudo de problemas fundamentais como a existência, viagra approved o conhecimento, physician a verdade, cheapest valores morais e estéticos, etc. A filosofia não pode ser confundida com a mitologia ou religião, exatamente por dar ênfase em argumentos racionais. Ao mesmo tempo, não pode ser confundida com a ciência, porque ela não buscar evidências em suas investigações, para suportar suas alegações. Contudo, definir o que é a filosofia é algo praticamente impossível e que vem sendo tentado, ou melhor, procurado pelos filósofos há séculos. Gosto de dizer que ela é o exercício do conhecimento, ou o conhecimento em exercício. “Definir filosofia é o que os filósofos têm procurado fazer até hoje! Em grego, queria dizer amor ao saber. Mas aí foram saindo algumas ciências e a filosofia tem que ficar o tempo todo se questionando – o que sou? Se redefinindo.” – João Augusto Mattar Neto Além disto, a filosofia discute vários temas que a ciência nem chega a tocar, como o que é real: seria o que percebemos com nossos cinco sentidos? Mas uma pessoa embriagada e/ou entorpecida percebe uma realidade totalmente diferente, […]

Read More

Moral vs. Ética

Posted by on ago 14, 2013 in Artigos, Filosofia | 4 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 9.1/10 (16 votes cast)

Muitos confundem o que seria “moral” e o que seria “ética”, erectile mas há uma grande diferença entre ambas. Apenas para exemplificar essa diferença, adiposity algo pode ser moralmente correto para uma cultura, mas ser eticamente errado; ou ser moralmente errado para aquela cultura, mas ser eticamente correto. A coisa pode parecer um pouco confuso inicialmente, mas explicarei com mais detalhes. A moral, ou moral tradicional, é aquilo que um povo acha correto ou errado. Ela é extremamente dependente da cultura do povo e tudo o que ela traz junto: religião e crenças em geral; a arte; os costumes e hábitos; entre outros. Assim, além da moral tradicional ser parte das tradições de um povo, ela também é influenciada por todas as demais tradições e é extremamente dogmática.  “[Cultura é] aquele todo complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e capacidades adquiridos pelo homem como membro da sociedade.” – Edward Tylor Assim, por exemplo, um ato completamente antiético, como apedrejar até a morte uma mulher apenas por ter traído o marido, pode ser visto como “moralmente correto” por determinadas culturas (como no caso do islamismo mais radical, […]

Read More

A realidade e as crenças

Posted by on jul 10, 2013 in Artigos, Ateísmo, Filosofia | 3 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (2 votes cast)

As pessoas acreditam em todo tipo de coisa. Deuses, viagra buy fantasmas, hospital duendes, fadas, visitação extraterrestre… Muitos parecem mesmo viver divididos entre uma “realidade fantástica” e a nossa. Mas, claro, isto não acontece. A verdade é que tais pessoas formam uma “bolha protetora”, formada puramente de fantasias. Mas por que isso acontece? A realidade, se bem analisada, é bastante simples. Não falo de toda a física, quântica ou clássica, da química e tudo mais, mas de como o “mundo humano”, digamos assim, funciona. Falo daquilo de que somos capazes ou não; daquilo que controlamos ou não; e, principalmente, das interações humanas com os demais humanos (isto é, de como nos comportamos nas diversas situações que encontramos) e com o meio-ambiente. Em situações de perigo, o que fala mais alto é nosso instinto de autopreservação e de preservação da espécie. Por isso fugimos, tentamos nos esconder/proteger, ou mesmo tentamos salvar outros, cometendo atos que são normalmente considerados heroicos, quando face a face com o perigo. Algo parecido ocorre em situações de desastres, nas quais a fome e o desespero dominam, como quando o Furacão Katrina atingiu New Orleans. Em casos assim, toda a nossa civilidade e racionalidade fica de lado […]

Read More

Como você pode pensar isso? Credo!

Posted by on jun 18, 2013 in Artigos, Filosofia | 2 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores. O tempo não deixa sobreviventes. Simples, não é? Claro que é. Mas por pensamentos simples assim é que já me disseram: “Como você pode pensar isso? Credo!” Como? Como eu posso pensar nisso? Ora, não sei. Será porque… porque… é isso que acontece o tempo todo? Não tem problema, estou acostumado. O próximo passo é ficarem me olhando como se eu fosse o responsável por esse fenômeno de rotina, como se eu tivesse descoberto a América, e ninguém soubesse de uma coisa tão óbvia. Puxei em minha memória (e achei o texto) que Galileu Galilei, em carta a uma nobre sueca que lhe oferecera asilo político, já que, na Itália, a Igreja iria condená-lo à morte, escreveu: “[…] como Sua Alteza bem sabe […] descobri nos céus muitas coisas.” Prossegue informando que tais descobertas e suas consequências incitaram contra ele professores eclesiásticos, que o acusaram de heresia “como se eu tivesse colocado essas coisas no céu com minhas próprias mãos.” É uma sensação parecida. Como se você é que estivesse fazendo a coisa toda. E não é, o que é desnecessário dizer – mas fica aí, dito, para evitar incompreensões maiores. Se […]

Read More

Sobre a perfeição

Posted by on jun 16, 2013 in Artigos, Filosofia | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (2 votes cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores. Você diz que o universo é perfeito, que a natureza é perfeita. Mas você pensa nessa perfeição em relação ao quê? Para constatar se algo é ou está perfeito, é preciso conhecer também o seu equivalente imperfeito. Você precisa de uma forma geométrica “perfeita” (lembrando sempre que o critério de perfeição é uma invenção nossa) comparada a uma forma “imperfeita”, por exemplo, de linhas aleatórias, sem paralelismos, sem simetria etc. Só assim você poderá concluir que uma dessas formas é perfeita – porque existe a outra, a imperfeita. Então você pode dizer, entusiasmado: “Isto aqui ficou perfeito!” – comparando com algo que você mesmo fez antes e que não tinha saído perfeito. Você pode pensar, por exemplo, que nenhuma árvore é igual a outra, portanto que são todas imperfeitas, compostas por formas aleatórias diversas, por vezes lembrando alguma simetria, outras vezes desafiando qualquer ideia de precisão simétrica.   Se a natureza é perfeita, onde está o elemento imperfeito para que você possa confirmar essa suposta perfeição? Se o universo (outro nome para a natureza, são sinônimos, porque todo o universo é natural) é perfeito e, além disso, é tudo que existe, onde […]

Read More

O #PodPensar está de volta!

Posted by on jun 11, 2013 in Artigos, Ateísmo, Ativismo, Ceticismo, Ciência, Filosofia | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Para quem não sabe e/ou não o conheceu, viagra order em 2011 criamos um podcast chamado PodPensar. Na época, fizemos (e publicamos, healing obviamente) quatro episódios. Depois, devido a razões que não veem ao caso, tudo, com exceção do site, foi excluído. Ou seja, voltamos à estaca zero e lá ficamos até agora. Hoje, o novo PodPensar tem diversos membros (mais do que aqueles que aparecem na página da equipe do blog), o que garante que sempre tenhamos um número mínimo de membros disponíveis para gravar o que são chamados de “episódios”. Mais que isto, mesmo que voltemos a ter problemas, não corremos um risco tão alto de ficarmos sem equipe novamente. E, apesar dessa renovação ainda ser muito recente, acho que já passamos por uma certa “prova de fogo”: já publicamos 3 episódios, recheados de conteúdo. Ao ponto de, agora, termos de passar a controlar a quantidade de itens do tema a serem debatidos, para os episódios não ficarem tão grandes: o primeiro ficou com 1 hora e 1 minuto, o segundo com 1 hora e 38 minutos e o terceiro, com 1 hora e 51 minutos (!!!). Se você ainda não assistiu a nenhum deles, aqui vão os […]

Read More

Uma Visão Cética Sobre Deus

Posted by on jun 11, 2013 in Artigos, Filosofia | 5 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.5/10 (4 votes cast)

Podemos fazer perguntas céticas sobre quaisquer tipos de assuntos, viagra não tenhamos medo de questiona-las! Na ausência de evidências, buy e quaisquer outros fatores lógicos de origem física, sale mantenho-me seguro sabendo que a realidade meça a minha sabedoria, não recorrendo a quaisquer formas sobrenaturais ou espirituais por mais maravilhosas que possam parecer, mesmo que, de uma forma apelativa e ilógica tentam dar um significado a origem da vida, e do universo. Encanto-me mais com a realidade, do que com a ficção, não preciso recorrer a uma divindade para dar um sentido filosófico e racional a minha vida, mantenho-me cético e ao mesmo tempo livre e seguro de qualquer ameaça subjugada em um livro ou não, não evidentemente suportado pelo método científico, mesmo não sendo o único método de confiabilidade, sei que ele é o mais confiável que se reconstrói de imediato quando há algum equivoco. Penso eu que, se Deus existe, ele deverá ser algo mais complexo do que a nossa própria existência. Sempre que pensamos em Deus, a primeira a ideia que vem a cabeça é que ele seja um homem barbudo, de pele branca, sentado no céu, observando cada espécie que ele supostamente criou, mas analisando ceticamente, […]

Read More

Ideologias

Posted by on maio 8, 2013 in Artigos, Crônicas, Filosofia | 3 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.4/10 (8 votes cast)

Existem ideologias de todos os tipos: religiosas, discount políticas e até mesmo de “estilo de vida”. Elas prometem, health basicamente, order um “mundo perfeito” naquilo a que se aplicam: seja na salvação; seja na igualdade de direitos, liberdades e/ou econômica; seja na ideia de uma vida equilibrada e sadia. Contudo, quando comparadas à realidade e analisadas friamente, a gigantesca parte dessas ideologias (senão todas) se mostra ineficaz, ingênua ou mesmo deletéria ao ser humano. Seres humanos são bons e maus em si mesmos. Não no geral, mas em cada indivíduo. O humano nada mais é do que um macaco sujo, pelado e imbecil que se acha a última bolacha do pacote, mas que é incoerente, insensato, imaturo, idiota. Nada mais, nada menos. E as ideologias simplesmente ignoram tudo isso. Ignoram que cada indivíduo pensa e age de formas completamente diferentes. Somos, basicamente, um universo em forma de seres humanos. Não existe o que chamam de “cultura de um povo”, pois há visões e comportamentos diversos entre tal povo. O que existe, sim, é a “cultura média”, isto é, aquilo que é comum à maioria dos indivíduos do povo. No caso da ideologia comunista/socialista, por exemplo, o ser humano é visto […]

Read More

Bíblia de 1500 é descoberta na Turquia e preocupa Vaticano

Posted by on abr 29, 2013 in Antropologia, Artigos, Ateísmo, Filosofia, História | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.8/10 (9 votes cast)

Uma bíblia de mais de 1500 anos foi descoberta na Turquia, ed após a prisão de uma quadrilha que comercializava antiguidades de forma ilegal. O livro, clinic feito em couro tratado e escrito em um dialeto do aramaico, generic língua falada por Jesus, tem as páginas negras, por causa da ação do tempo. Segundo informações do site Notícias Cristãs, peritos avaliaram o livro e garantiram que o artefato é original. A descoberta do livro se deu em 2000, e desde então, vinha sendo mantido em segredo (sim, treze anos de absoluto segredo!!!), guardado em um cofre-forte na cidade de Ancara. Estima-se que o valor do livro chegue a 20 milhões de euros, dada sua importância histórica. Após a divulgação da descoberta, o livro foi considerado patrimônio cultural e após a restauração que será feita, o livro será exposto no Museu Etnográfico de Ancara. Há informações de que o Vaticano demonstrou EXTREMA PREOCUPAÇÃO com a descoberta do livro devido seu conteúdo DESMENTIR muito do que o Vaticano fala na biblia católica; o papa e pediu às autoridades turcas que permitissem que especialistas da sua Igreja Católica pudessem avaliar o livro e seu conteúdo, que se suspeita, contenha o “Evangelho de Barnabé”, […]

Read More

Livre Pensamento vs. Religiões

Posted by on mar 13, 2013 in Artigos, Filosofia | 4 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Muita gente confunde o nome/expressão “livre pensamento” com religiosidade e/ou crença em deidades. Aconteceu diversas vezes de pessoas entrarem nas páginas do Livres Pensadores e da Organização Livres Pensadores no Facebook e reclamar de “estarmos usando o nome livres pensadores para criticar NOSSO deus e a SANTA AMADA igreja”. (Escrevi em maiúsculas por ser assim que tais pessoas escreviam). Mas este é um erro mais do que comum. Afinal, hospital quem não viu Rachel Sheherazade, nem que por vídeos no Youtube, alegando que os ideais de liberdade viriam do cristianismo? O ponto é que tais ideais vieram da Revolução Francesa, não do cristianismo: Liberté, Egalité, Fraternité, ou la mort! (Liberdade, Igualdade, Fraternidade ou morte!) foram justamente o lema desta revolução. O livre pensamento nasceu exatamente do mesmo movimento (ou ao mesmo tempo dele) que gerou, depois, a Revolução Francesa: o iluminismo. Este foi um movimento cultural da elite de intelectuais do século XVIII na Europa, que promoveu o intercâmbio intelectual e foi contra a intolerância e os abusos da Igreja e do Estado. Assim, não poderiam haver coisas mais contrárias do que a religião e o livre pensamento. Mas há mais do que argumentos históricos para demonstrar esta oposição: temos […]

Read More

Página 1 de 41234
ChatClick here to chat!+