Profundos conhecedores

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.


Alguns religiosos pensam que para declarar-se ateu é preciso ter um profundo conhecimento de história, de ciências, ter passado antes pela análise das sagradas escrituras, conhecer a gênese de todas as religiões etc. etc. – isso sem contar que seria preciso até estudar teologia antes de afirmar qualquer coisa.

 

Que isso, gente? Que conversa é essa?

 

Ninguém precisa ser um profundo conhecedor de literatura infantil ou das múltiplas tendências e influências do folclore europeu para perceber que as fadas não existem.

Vamos de Charles Chaplin: “Sou ateu por uma questão de bom senso.”

 

 

Postado por Perce Polegatto


Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.

Autor(es):

Perce Polegatto

Nascido em Ribeirão Preto, SP. Publicou seu primeiro livro em 1985, “A canção de pedra”, que traz alguns de seus primeiros trabalhos, ainda sob forte influência do romantismo tardio de autores alemães e franceses. A metalinguagem, a busca da identidade humana e o questionamento existencial são algumas das principais marcas de seus textos. É autor de “A conspiração dos felizes”, “A seta de Verena”, “Lisette Maris em seu endereço de inverno” e “Os últimos dias de agosto”, romance recentemente reeditado pela All Print Editora, São Paulo.

Todas as postagens do(a) autor(a)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

ChatClick here to chat!+