Outras lendas

Posted by on jan 28, 2015 in Artigos, Ateísmo, Leitores | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores. Isto é algo que chama a atenção. A Bíblia, a história de um povo, mesclada às suas fantasias, é tida como verdade. A história de outro povo, também mesclada às suas fantasias, é tida como mitologia. Em meio a tantas histórias e lendas, só a Bíblia vale. (Ok, admito, o Alcorão também vale.)   Mas não é interessante imaginar que, se cultivássemos outro herói em lugar de Jesus (por exemplo, Mitra, dos persas, ou Zoroastro) e outro conjunto de lendas, haveria inúmeras e permanentes discussões sobre a veracidade desses textos? E haveria teólogos especializados em cada palavra, em cada contradição, em cada metáfora possível…   E seríamos, os descrentes, outra vez vistos como teimosos e ignorantes por não acreditarmos neles. E por duvidarmos da divindade de Mitra ou de Zoroastro, seríamos vistos até mesmo como loucos.     Postado por Perce Polegatto Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores.

Read More

Sobre não acreditar

Posted by on jan 25, 2015 in Artigos, Ateísmo, Leitores | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Artigo submetido por um leitor do Livres Pensadores. As pessoas que creem pensam que as que não creem vivem mal – e mil outras coisas relacionadas. Pensam que, no momento do sofrimento, os descrentes devem repensar a fé e se apegar a algo. Mas não, isso não funciona assim.   Se estou perdido numa floresta, não espero a ajuda de Diana, a caçadora, ou do Curupira. Para quem não crê, não há hipótese alguma de ser salvo por uma entidade sobrenatural, seja ela qual for. E não adianta dizer: “Peça uma graça. Não custa nada. Quem sabe…” Não, não funciona assim.   Pode ser que uma pessoa não se sinta bem com sua descrença, que decline a alguma tristeza ou viva menos motivada, consciente de sua condição. Mas não passa a crer em anjos por causa disso. Não por teimosia ou recusa, mas porque simplesmente não lhe é possível. Sua mente rejeita o sobrenatural, a fantasia, o absurdo, e trabalha naturalmente com o que entende e sente como possível, como disponível, como real, custe-lhe a dor que custar – se por acaso lhe custar alguma dor, se for esse o caso, bem entendido.    Postado por Perce Polegatto Artigo submetido […]

Read More

Religião, fé e crente – separando as coisas

Posted by on jan 16, 2015 in Artigos, Ateísmo | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Sempre que nós, medical ateus, criticamos a religião e/ou a fé aparecem aqueles alegando que estaríamos “atacando os seguidores daquela fé/religião”. Então, por exemplo, se criticamos a fé cristã, logo alguém alega que estaríamos “atacando os cristãos”. Ou, se criticamos o catolicismo, alegam que estaríamos “atacando os católicos”. O que, por óbvio, não poderia estar mais distante da realidade. É necessário que todos aprendam a diferenciar as coisas – e é exatamente para explicar isso que escrevo este texto. Crentes (aqueles que têm uma fé e participam de uma religião) são pessoas. Seres humanos. Portanto têm direitos e liberdades, como qualquer um de nós. Um desses direitos é à dignidade humana, ou seja, pessoas deveriam ser tratadas como um fim em si mesmas, e não como um meio (objetos). Trocando em miúdos, toda pessoa merece respeito. Isso, em nosso país, é garantido tanto pela Constituição Federal de 1988 (Artigo 1, III) quanto pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, da qual o Brasil é signatário. “No reino dos fins, tudo tem ou um preço ou uma dignidade. Quando uma coisa tem preço, pode ser substituída por algo equivalente; por outro lado, a coisa que se acha acima de todo preço, e […]

Read More

Terror na Cidade Luz

Posted by on jan 9, 2015 in Artigos, Ateísmo, Ativismo, Filosofia | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.5/10 (2 votes cast)

Nessa última quarta-feira, ampoule dia 7 de Janeiro de 2015, terroristas islâmicos invadiram a sede da revista francesa Charloe Hebdo e mataram, ao todo, 12 pessoas. As vítimas foram: os cartunistas Stéphane Charbonnier (Charb), Wolinski, Jean Cabu, Bernard Verlhac (Tignous) e Phillippe Honoré; o vice editor Bernard Maris; o revisor Mustapha Ourad; a psicanalista Elsa Cayat; os policiais Franck Brinsolaro e Ahmed Merabet. o funcionário da Sodexo Frédéric Boisseau; e um convidado que visitava a redação, Michel Renaud. Tudo isso, apenas para variar, motivado pela publicação de caricaturas do profeta islâmico Maomé, por parte da revista francesa. Infelizmente, esse tipo de ação, por parte de fundamentalistas islâmicos, já não é mais novidade. Não foram os primeiros cartunistas mortos ou ameaçados de morte devido a esse exato motivo. É por isso mesmo que foi criada a campanha Draw Mohammed Day (Dia de Desenhar Maomé), da qual o Livres Pensadores já participaram (como pode ser visto aqui). A questão aqui não é apenas o direito à vida, do qual ninguém discorda (ao menos em sã consciência). A questão é a liberdade de expressão e de imprensa: eles tinham o direito de publicar caricaturas que oprimem os islâmicos? Ou mesmo que oprimam cristãos, […]

Read More

Das obrigações de todo ateu

Posted by on ago 27, 2014 in Artigos, Ateísmo | 2 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.1/10 (11 votes cast)

Todos sabemos o que é ser ateu, more about não é necessário debater isso aqui: não acreditar em deidades e ponto final. Mas será que ateísmo é só isso mesmo? Ou será que vai além disso, talvez para a busca de acumulação de conhecimentos, algum tipo de ativismo intrinseco ou mesmo algum posicionamento político? Vamos examinar um pouco esses temas, entre outros, e debater a posição que os ateus têm ou devam ter no mundo. Todos temos de concordar que a busca por acumulação de conhecimentos é algo nobre e que, sem dúvida alguma, deve ser incentivada. Mais ainda quando quem faz isso pretende dividir esse conhecimento – seja atuando como professor, cientista ou mesmo como um simples blogger ou vloger. E pouco importa a área também: ciência, filosofia, matemática, línguas, etc. Mas isso deveria ser visto como “obrigação de todo ateu”? Muitos ateus procuram, também, se envolver no ativismo de algum tipo de causa. Seja a causa do ateísmo em si, seja pela defesa dos direitos humanos, por direitos a minorias, etc. Novamente, isso tudo é ótimo. Quem tem tempo, disposição e quer fazer isso, ótimo. Estará ajudando imensamente na construção de uma sociedade melhor. Mas, ainda assim, isso […]

Read More

Ateísmo, deus e ciência

Posted by on ago 20, 2014 in Artigos, Ateísmo | 3 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.1/10 (10 votes cast)

Ateísmo nada mais é do que a descrença em deidades, for sale sejam elas quais forem: tidas como boas, page como más, visit ou de qualquer religião. A questão sobre a inexistência de deidades já é uma história completamente diferente: suspeitar, ter algum nível de certeza ou mesmo crer que deidades não existam varia de ateu para ateu, assim como convicções políticas, gostos musicais, sexualidade, etc. Mesmo a diferença entre ateísmo agnóstico e/ou gnóstico não define isso, já que como o ateu explica sua posição é muito mais decisivo do que como ele se posiciona. Eu mesmo, que me declaro como ateu gnóstico, não excluo a possibilidade da existência de “deuses naturais”, como disse num outro texto: Teísmo, agnosticismo, ateísmo agnóstico e ateísmo gnóstico. Um ótimo exemplo disso é uma das mais famosas frases de  Friedrich Nietzsche: “Deus está morto”. A frase aparece em dois livros de Nietzsche, A Gaia Ciência e Assim Falou Zaratustra, e tem diversas interpretações. Para alguns, com essa frase Nietzsche quis dizer que, de fato, deus teria sido morto, seja pela humanidade, por Darwin, pela ciência, etc; para outros, o que ele quis dizer é que deus simplesmente não existe; outros, ainda acham que essa […]

Read More

Deus não é necessário para explicar o universo

Posted by on ago 11, 2014 in Artigos, Ateísmo, Ciência | 9 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.9/10 (9 votes cast)

No Brasil, buy more about o nível de ignorância das pessoas em termos de conceitos e teorias científicas é tão alarmante, que, discuti-los até mesmo nas universidades pode gerar as reações mais inesperadas. Isso decorre, em grande parte, do fato de a nossa educação básica não cumprir os requisitos mínimos para a formação dos estudantes; prova disso são as baixíssimas notas no último Ideb que revelaram as deficiências gritantes de nosso sistema educacional. Em um contexto educacional de tão baixa qualidade, falar sobre o Big Bang, o processo de formação da Terra e explicar a Evolução das Espécies pode ser motivo para que um professor de ciências ou biologia seja demitido de uma instituição escolar ou coagido a simplesmente não ensinar esses conteúdos. Em algumas escolas particulares de orientação confessional, isso é praticamente tabu. Nas universidades, recebemos alunos como uma tabula rasa e com as mentes completamente bloqueadas para receber qualquer coisa que vá de encontro aos dogmas religiosos que lhes foram inculcados desde a primeira infância. Quantos alunos saem do ensino médio compreendendo a importância de Copérnico e Galileu, as leis de Newton ou em que consiste a relatividade? A frase do título desse texto fora dita a Napoleão […]

Read More

Estudo revela que profissão de pastor atrai psicopatas

Posted by on mar 20, 2014 in Artigos, Ateísmo, Ativismo, Ceticismo | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 6.8/10 (6 votes cast)

Uma das profissões que mais atraem psicopatas é a de pastor. Pelo menos, this site segundo os estudos do psicólogo Kevin Dutton, cheapest autor do livro “A Sabedoria dos Psicopatas: O que santos, espiões e assassinos em série podem nos ensinar sobre o sucesso“. Dutton conta que psicopatas nem sempre são pessoas conturbadas como muitos acreditam. “Quando psicólogos falam sobre o termo psicopatia, eles se referem às pessoas que têm um conjunto distinto de características de personalidade, que incluem itens como destemor, crueldade, capacidade de persuasão e falta de consciência e empatia”. Geralmente, os psicopatas são dotados de charme, simpatia, carisma, capazes de impressionar e cativar qualquer pessoa com invejável destreza. Ninguém imagina que por trás de seu jeito educado, inofensivo e gentil se esconde alguém desprovido de consciência, capaz de atitudes cruéis e desumanas. Um pastor psicopata assume uma personagem performática quando sobe ao púlpito. É capaz de encenar os papéis mais dramáticos como se estivesse num teatro. Em questão de segundos, transita entre a tragédia e a comédia, provocando lágrimas e gargalhadas com a mesma desenvoltura. Mas tudo não passa de fachada para disfarçar sua astúcia. Não se trata de um louco varrido, mas de alguém que vive […]

Read More

A dura vida dos ateus em um Brasil cada vez mais evangélico

Posted by on fev 24, 2014 in Antropologia, Artigos, Ateísmo | 3 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.1/10 (7 votes cast)

O diálogo aconteceu entre uma jornalista e um taxista na última sexta-feira. Ela entrou no táxi do ponto do Shopping Villa Lobos, shop em São Paulo, price por volta das 19h30. Como estava escuro demais para ler o jornal, como ela sempre faz, puxou conversa com o motorista de táxi, como ela nunca faz. Falaram do trânsito (inevitável em São Paulo) que, naquela sexta-feira chuvosa e às vésperas de um feriadão, contra todos os prognósticos, estava bom. Depois, outro taxista emparelhou o carro na Pedroso de Moraes para pedir um “Bom Ar” emprestado ao colega, porque tinha carregado um passageiro “com cheiro de jaula”. Continuaram, e ela comentou que trabalharia no feriado. Ele perguntou o que ela fazia. “Sou jornalista”, ela disse. E ele: “Eu quero muito melhorar o meu português. Estudei, mas escrevo tudo errado”. Ele era jovem, menos de 30 anos. “O melhor jeito de melhorar o português é lendo”, ela sugeriu. “Eu estou lendo mais agora, já li quatro livros neste ano. Para quem não lia nada…”, ele contou. “O importante é ler o que você gosta”, ela estimulou. “O que eu quero agora é ler a Bíblia”. Foi neste ponto que o diálogo conquistou o direito […]

Read More

Por que os ateus se esforçam tanto para provar que deus(es) não existe(m)?

Posted by on jan 31, 2014 in Artigos, Ateísmo, Ativismo, Ceticismo | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.2/10 (6 votes cast)

Dias atrás, what is ed um amigo me perguntou por que os ateus se esforçam tanto para provar a inexistência de algo em que nem sequer acreditam. Obviamente, more about eu não posso responder por todos os ateus, nem tampouco posso falar em nome do ateísmo. O que eu posso fazer é responder por mim, e apenas por mim. Primeiramente, o ônus da prova cabe a quem faz a afirmação. Então, o ônus da prova cabe a quem afirma que o seu deus existe e não a quem nega que o seu deus existe. Em segundo lugar, na minha opinião, essa pode até parecer uma boa pergunta, mas não é. Vamos reformular a pergunta, mas sem alterar seu significado. Em vez de perguntar Por que você se esforça tanto para provar a inexistência de algo em que você nem sequer acredita?, vamos perguntar “Por que você se esforça tanto para provar seu ponto de vista?”. Conseguem perceber, agora, por que essa não é uma boa pergunta? Há alguma coisa de errado, ou de anormal, em alguém querer mostrar seu ponto de vista e/ou convencer as outras pessoas de que seu ponto de vista está correto? Raramente eu vejo um ateu […]

Read More

Humanos de barro: porque o criacionismo ainda existe

Posted by on dez 11, 2013 in Artigos, Ateísmo | 5 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.4/10 (9 votes cast)

A crença no criacionismo é algo engraçado: não faz o menor sentido lógico, sickness principalmente perante a realidade, viagra mas ainda assim muitos insistem nessa crença. O que o criacionismo afirma, viagra então, é mais engraçado ainda: a literalidade bíblica não como mera interpretação de textos, mas como “fato histórico”. Isso faz com que eu me pergunte: essas pessoas realmente leram tal livro? Pessoas feitas de barro, cobras falantes, dia e noite criados antes do próprio Sol e aberrações do tipo não faltam no Gênesis, o primeiro livro bíblico. Seu texto, embora belo e chegando a ser poético, é extremamente infantil. E esse livro não detém o monopólio da baboseira bíblica: coisas assim estão espalhadas por toda ela. Ou seja, a bíblia não tem nada de “científico”, como alguns teólogos gostam de afirmar, quanto mais poderia ter de histórico. Para ilustrar, vejamos um pequeno trecho, seu início (Gênesis 1). 1. No princípio Deus criou os céus e a terra. 2. Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.  3. Disse Deus: “Haja luz”, e houve luz.  4. Deus viu que a luz era […]

Read More

O apelo à autoridade nas religiões e pseudociências

Posted by on nov 27, 2013 in Artigos, Ateísmo, Ceticismo | 1 comment

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.2/10 (6 votes cast)

Há algum tempo atrás escrevi sobre o uso do apelo à ignorância em religiões e pseudociências, decease que é um dos “argumentos” que elas mais usam. Hoje, web quero falar de outro desses “argumentos”: o Apelo à Autoridade. O funcionamento do apelo à autoridade é bastante simples: se uma pessoa que é considerada como “autoridade” afirma algo, logo isto é verdadeiro/válido. Isso se torna uma falácia exatamente porque ignora completamente o porquê da pessoa (a “autoridade”) ter afirmado aquilo. Quer dizer, pouco importa os argumentos ou evidências que a “autoridade” tenha apresentado para suportar o que diz, ou a lógica que ela usou, etc. Quer dizer, a afirmação se torna válida (na cabeça de quem usa esse argumento, claro) simplesmente devido à possível credibilidade daquela “autoridade”. Estou usando a palavra autoridade entre aspas porque, na verdade, não existem autoridades no sentido em que é usado por essa falácia. Pessoas não são infalíveis, pouco importa se falamos de um cientista ou de um clérigo. “O brilhantismo intelectual não é garantia contra… estar errado.” — Carl Sagan Isso sem falar que, invariavelmente, as pessoas mentem. É verdade, algumas mentem mais e outras menos, mas, ainda assim, todas mentem. Pouco importa a idade, […]

Read More

Dízimo: promessa enganosa

Posted by on nov 20, 2013 in Artigos, Ateísmo | 3 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.3/10 (4 votes cast)

Dízimo é basicamente aquele valor deixado em igrejas, decease sejam de dominações religiosas, find sejam de seitas religiosas. No Brasil o dízimo é obrigatoriamente voluntário (ao menos teoricamente), discount mas ele já foi exigido por reis na antiguidade e alguns países ainda permitem, através de leis, que instituições religiosas tornem dízimo obrigatório. Existem, basicamente, duas formas de pagamento de dízimo: a realmente voluntária e aquela feita sob chantagem emocional. A voluntária nem preciso explicar muito, o padre ou pastor pede e aquele que pode ou quer o dá. Em certas denominações religiosas, eles simplesmente passam uma cesta ou chapéu e quem quer dá algo, quem não quer, não dá. Sobre o pagamento voluntário do dízimo, não tenho muito o que falar ou criticar. É burrice, mas não há muito o que se fazer. Afinal, o dinheiro é da pessoa e ela o usa da forma que bem entender. Pode, inclusive, rasgar ou botar fogo, caso queira. Ou, dar a igrejas. Paciência, afinal, vai se fazer o que? Amarrar a pessoa no pé da mesa até que ela mude de ideia? Sem condições. Aquela feita sob chantagem emocional é feita quando determinada pessoa está desesperada, em busca de um milagre. Seja […]

Read More

Por que você acredita em Deus?

Posted by on set 2, 2013 in Artigos, Ateísmo, Ceticismo | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.2/10 (5 votes cast)

Muitas pessoas me perguntam por que eu não acredito em deus. A resposta para essa pergunta pode ser um simples “não vejo motivos para acreditar em deus(es)”, clinic ou pode ser uma resposta longa e complexa, decease como contar toda história que, ao longo dos anos, me levou a conclusão de que a existência de deus(es) é extremamente improvável. Mas, em vez disso, me passou pela cabeça a ideia de devolver a pergunta. Em vez de tentar explicar os motivos, quando questionado sobre o porquê de eu não acreditar em deus(es), seria bem mais interessante se eu perguntasse “Por que você acredita em deus(es)?”. Chega a ser impressionante, mas essa pergunta faz a maioria das pessoas, simplesmente, travarem. As pessoas sabem que acreditam em deus(es), mas nunca se perguntaram o porquê. Na verdade, muitas parecem depender dessa crença e questioná-la seria como imaginar que, após a morte, acabará no inferno, em vez do paraíso. É bem óbvio que a crença da pessoa depende diretamente do lugar onde viveu durante sua infância, que é o período no qual a religião nos é imposta, sua cultura e outros fatores histórico-culturais. Também há aqueles que se convertem para uma determinada religião em momentos […]

Read More

Está na bíblia

Posted by on ago 9, 2013 in Artigos, Ateísmo, Ativismo | 0 comments

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.4/10 (7 votes cast)

Muita gente por ai justifica todo tipo de comportamento, ask muitas vezes absurdo, page se apoiando na bíblia. Isso gera alguns problemas, embora a maioria das pessoas não se dê conta disso. Primeiramente, quando uma pessoa aceita a bíblia como a verdade inquestionável, essa pessoa torna-se facilmente manipulável. Basta chegar alguém com uma bíblia na mão, ou embaixo do braço, e usar um pouco de lábia para convencer a pessoa de verdadeiros absurdos. Duvida? Então o que você me diz dos discursos de ódio contra LGBTs, ateus e praticantes de outras crenças? O que você me diz da proibição do uso da camisinha e demais métodos anticoncepcionais? O que você me diz das restrições de comportamentos plenamente normais e sadios, como, por exemplo, as restrições ao sexo e demonização dos questionamentos à fé? O que você me diz da teologia da prosperidade? Existem pessoas que colocam a bíblia acima, até mesmo, das leis que regem a nossa sociedade. Para pessoas nesse nível de alienação, absolutamente qualquer coisa se torna justificável quando feita em nome da fé. Duvida disso também? Então veja a história da humanidade… quantas guerras já foram causadas em nome do cristianismo? E o que me diz da […]

Read More

Página 3 de 1312345...10...Última »
ChatClick here to chat!+